Chamam-lhe mile high club, à elite de passageiros que conseguiram ter sexo enquanto voavam de avião. A prática é ilegal e existe sempre o risco de ser apanhado por um membro da tripulação. A Love Cloud oferece agora uma solução.

A companhia aérea norte-americana está a facilitar a adesão ao “clube” oferecendo um voo onde os passageiros podem ter relações sexuais durante a viagem, sem a possibilidade de serem interrompidos ou serem alvos de julgamentos por parte dos outros passageiros.

A companhia Love Cloud (Nuvem de Amor) oferece a possibilidade de realizar essa fantasia aos menos audaciosos, disponibilizando um avião Cessna 421 Golden Eagle que sobrevoa a cidade de Las Vegas por um período que vai entre os quarenta minutos e uma hora e meia. A parte de trás do avião está equipada com uma cama, iluminação ambiental e um sistema de som. O avião oferece ainda métodos contracetivos, para promover o sexo seguro entre os casais, como informa o El Mundo.

A parte de do avião utilizado pela Love Cloud

A parte de do avião utilizado pela Love Cloud.

A adesão ao mile high club com a Love Cloud pode ser feita de dia ou de noite e com três modalidades distintas. O “pacote Prata” custa 799 dólares e o voo dura quarenta minutos; o “pacote ouro” custa 999 dólares por uma hora e o “pacote platina” compra uma viagem de uma hora e meia por 1.399 dólares. O casal pode ainda adicionar, por 299 euros, o “pacote romântico” que incluiu uma limusina e ir buscar e deixar os passageiros ao aeroporto, uma dezena de rosas, chocolates e uma garrafa de champanhe.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo o El Mundo, um estudo informa que um em cada seis espanhóis (aproximadamente 17%) afirma já ter tido feito sexo durante uma viagem de avião pelo menos uma vez na vida, mas que 23% foi apanhado.