Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Quando chegou a Stamford Bridge em 2004, durante a apresentação à comunicação como treinador do Chelsea, disse que se considerava “the special one”. Mas agora, depois da viagem do Manchester United – o seu novo clube – para a China, José Mourinho tornou-se no “The Generous One” (“O Generoso”).

Isto porque o treinador português decidiu voar em classe económica para que todos os seus jogadores pudessem aproveitar as camas da classe executiva, levando o Independent a apelidá-lo precisamente de “The Generous One”.

O Manchester United voou para Xangai esta quarta-feira, com uma comitiva de 100 pessoas. O avião privado tem 30 camas na classe executiva, por isso Mourinho optou por se juntar ao resto da equipa técnica em económica durante o voo de onze horas entre Inglaterra e a China, isto porque não havia lugar para todos na zona mais confortável do avião.

Os Red Devils vão defrontar o Borussia Dortmund em Xangai esta sexta-feira como parte do programa de preparação para a Premier League. Na segunda-feira há derby de Manchester, mas na China. O United vai defrontar o City, em Pequim. Será um derby de equipas e de treinadores, com Mourinho a defrontar a equipa treinada por Pepe Guardiola.

O novo avançado do United, Zlatan Ibrahimovic, não acompanhou a equipa nesta deslocação ao Oriente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR