Concertação Social

Fundos Europeus Estruturais e de Investimento vão ser discutidos na concertação

O Governo deverá informar os parceiros sociais sobre a forma como estão a ser aplicados os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no âmbito do Portugal 2020.

Governo e parceiros devem continuar a debater as medidas que o Governo está a desenvolver para recapitalizar as empresas

PEDRO NUNES/LUSA

O Governo reúne, esta sexta-feira, com os parceiros sociais e deverá informá-los sobre a forma como estão a ser aplicados os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no âmbito do Portugal 2020.

A reunião de concertação social, convocada pelo Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, tem na sua ordem de trabalhos o “ponto de situação do acesso aos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento no PT 2020” e deve continuar a debater as medidas que o Governo está a desenvolver para recapitalizar as empresas, de modo a que possam voltar a investir.

As duas centrais sindicais, CGTP e UGT, consideram que os apoios às empresas devem repercutir-se nos rendimentos dos trabalhadores e nas suas condições de trabalho.

As confederações patronais consideraram positivas as medidas apresentadas pelo Governo mas querem urgência na sua aplicação.

As Políticas Ativas de Emprego também vão continuar em discussão nesta reunião da Comissão Permanente de Concertação Social.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Saúde

ADSE ou Ai do Zé?

Fernando Leal da Costa

Sejamos claros. O fim da ADSE, um dos seguros mais importantes na saúde dos Portugueses, determinará um acelerar vertiginoso do colapso assistencial do SNS, com tempos de espera infindáveis.

Winston Churchill

A arrogância da ignorância /premium

João Carlos Espada

Como devemos interpretar que um dirigente do segundo maior partido britânico venha dizer em público que o líder do mundo livre durante a II Guerra, Winston Churchill, foi um “vilão”?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)