A Polícia Judiciária anunciou esta terça-feira a detenção de suspeito de ter ateado um fogo perto da zona industrial de Vila Real, elevando para 16 o número de detidos pelo crime de incêndio este ano.

A detenção foi efetuada pela Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real que referiu, em comunicado, que sobre o detido recaem fortes suspeitas do crime de incêndio florestal.

O homem, de 52 anos e sem ocupação laboral, é suspeito de ter ateado dois focos de incêndio em área florestal na zona industrial de Constantim, em Vila Real, que consumiram cerca 0,02 hectares de pinheiro bravo.

De acordo com a PJ, os incêndios, ocorridos na madrugada dos dias 20 e 21 de julho, “colocaram em perigo uma densa área florestal, que apenas não foi consumida devido à rápida intervenção dos bombeiros”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O homem vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

A PJ referiu que, este ano, já identificou e deteve 16 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.