A Finlândia celebra o centenário da sua independência no próximo ano e a Noruega está a pensar oferecer-lhe um presente… alto. O governo do executivo norueguês está a considerar fazer uma alteração às suas fronteiras para conceder à vizinha Finlândia o pico de uma montanha que se tornaria assim o ponto mais alto do país, noticia o The Guardian.

“Existem algumas dificuldades formais e ainda não tomei decisão final. Mas estamos a avaliar essa possibilidade”, disseErna Solberg, a primeira-ministra norueguesa, em declarações à rádio NRK.

Atualmente, o ponto mais alto do território finlandês situa-se a 1.324 metros acima do nível do mar e fica exatamente na fronteira entre a Noruega e Finlândia. A montanha conhecida como Halti nem sequer entra na lista dos 200 picos mais altos da Noruega, mas Hálditšohkka (o seu nome completo) é o ponto mais alto da Finlândia.

Em termos geofísicos, a montanha de Halti tem dois picos, um do lado finlandês e outro do lado norueguês“, explicou a rádio NRK aos ouvintes, alguns ainda confusos, acerca do que está efetivamente em causa na eventual oferta.

A campanha para oferecer à Finlândia o pico de uma montanha teve início no final de 2015. A iniciativa partiu de um grupo de noruegueses que lançaram a ideia de mover a fronteira entre a Noruega e a Finlândia apenas 150 metros para norte e 200 metros para leste. Esta alteração permitiria à Finlândia integrar no seu território um novo ponto mais alto a propósito do seu 100º aniversário e a Noruega perderia apenas 0,015 quilómetros quadrados do seu território, conta o The Telegraph.

“Penso que deveria ser um presente do povo da Noruega e tenho certeza de que o povo finlandês agradeceria”, disse Bjørn Geirr Harsson, um geofísico norueguês reforma e dos promotores da campanha na rede social Facebook.

A alteração “não mudaria o número de quilómetros quadrados dos territórios da Noruega ou a Finlândia. Mas faria uma grande diferença para Finlândia, já que o ponto mais alto do país passaria a ser efetivamente no pico de uma montanha e não numa colina“, disse Bjørn Geirr Harsson em declarações ao The Telegraph.

Se a oferta se vier a concretizar, o ponto mais alto da Finlândia passaria a situar-se no cume do Hálditšohkka, a 1.331 metros acima do nível do mar. Ou seja, sete metros acima daquele que é o ponto mais alto atualmente.