A Venezuela enfrenta tempo difíceis em que grande parte da população faz menos que duas refeições por dia e está subnutrida. Entre uma das mais altas taxas de inflação do mundo e um alto índice de criminalidade o governo teve de decretar estado de emergência, que dá liberdade às autoridades policiais e ao exército de prenderem qualquer pessoa.

A escassez não se fica por bens alimentares, já chegou também aos medicamentos e energia. Os funcionários públicos só trabalham dois dias por semana devido à falta de eletricidade e os hospitais públicos têm sérias dificuldades em servir a população.

Para além da crise económica e social, o país enfrenta uma crise política, já que a oposição quer referendar a permanência de Nicolás Maduro no governo.

O Presidente do país não ficou indiferente à situação que assola a Venezuela e tomou algumas medidas para combater a fome da população. Algumas são verdadeiramente surpreendentes. Veja-as em fotogaleria.