Lisboa, 08 ago (Lusa) – A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) aplicou uma coima de 38.000 euros à Meo/PT Portugal, do grupo Altice, pela “prática de ilícitos relacionados com a disponibilização de informação sobre condutas e infraestruturas associadas”, anunciou hoje a entidade.

“Tendo sido constatada a prática de seis ilícitos de mera ordenação social pela não inclusão na extranet de informações corretas sobre condutas e infraestruturas associadas, foi aplicada à Meo – Serviços de Comunicações e Multimédia, em 27 de junho de 2016, uma coima única no valor de 38.000 euros”, refere o regulador das comunicações, em informação publicada no seu ‘site’.

A entidade liderada por Fátima Barros adiantou que, em 19 de julho, a Meo “interpôs recurso de impugnação daquela decisão condenatória para o Tribunal da Concorrência, Regulação e Supervisão”.