A produtora Sony está desde 2013 a trabalhar na adaptação cinematográfica do livro Mulherzinhas (Little Women), de Louisa May Alcott. A atriz Greta Gerwig é a nova argumentista do projeto, depois da realizadora canadiana Sarah Polley ter sido apontada para o cargo. Outros compromissos profissionais obrigaram-na a declinar o convite e justificaram a escolha de Gerwig.

A carreira de atriz de Greta Gerwig não é estranha aos mais atentos da sétima arte e da televisão: no currículo conta com filmes como Frances Ha de 2013, Maggie’s Plan e Mistress America de 2015, e ainda algumas pequenas participações nas séries televisivas The Mindy Project e How I Met Your Dad (um spin-off de How I Met Your Mother que fracassou no episódio piloto). Poucos saberiam, no entanto, que a atriz é responsável por alguns dos argumentos que interpreta. Mulherzinhas é o novo desafio de Gerwig, que terá de “competir” com as outras setes adaptações feitas do clássico para o cinema — duas delas são filmes mudos.

[Veja aqui parte da interpretação de Greta Gerwig em Mistress America]

A história das quatro irmãs — Meg, Jo, Beth, e Amy — durante a Guerra Civil Americana conta-nos as aventuras e desventuras das quatro, perante os problemas familiares, a guerra e as questões mais sensíveis da adolescência, como o primeiro amor e os desgostos amorosos. O clássico de Louisa May Alcott foi publicado em 1868 e acredita-se que se trata de um livro autobiográfico, baseado na própria experiência da escritora durante os tempos difíceis da guerra civil nos Estados Unidos da América. A última adaptação ao cinema e a mais conhecida é de 1994, com nomes consagrados como Winona Ryder, Kirsten Dunst e Susan Sarandon. Neste artigo do Observador, pode conhecer melhor este clássico.

[O trailer do filme Mulherzinhas de 1994]

A nova adaptação da Sony ainda se encontra nos primeiros rascunhos, pelo que o elenco ainda não é conhecido. Não se sabe também se Greta Gerwig irá acumular a função de argumentista com a de atriz, como já fez noutros projetos. O certo é que a atriz não tem estado com meias medidas, no que toca ao trabalho no cinema: Lady Bird é o projeto que terá a seu cargo nos próximos tempos como argumentista e realizadora. A protagonista será Saoirse Ronan — o rosto principal do filme de 2015, Brooklyn, nomeado para várias categorias dos Óscares — que interpreta uma estudante de liceu, segundo a revista Variety.