Como escreve o Fashionista, “o inevitável aconteceu”: 63 milhões de seguidores depois, Kendall Jenner está na capa da edição norte-americana da revista Vogue, mais conhecida como the september issue — sim, como no título do filme.

“A cara que lançou mil milhões de likes“, lê-se na primeira página daquela que é considerada a edição mais importante do mundo no que toca à moda, preparada com meses de antecedência e que por isso mesmo foi alvo de um documentário em 2009. Meia-irmã de Kim Kardashian e debaixo dos holofotes desde os 11 anos, Jenner — que tem direito a um poster vendido com a revista — é um dos maiores símbolos da geração de instagirls que a Vogue já tinha, aliás, captado na capa de setembro de 2014 (no ano passado foi a vez de outra arrasta-multidões, Beyoncé).

Porque é que as edições de setembro são tão importantes?

Mostrar Esconder

De acordo com o site Who What Wear e a jornalista do New York Times Alexandra Jacobs, há vários motivos que explicam a importância dada às edições de moda:

  • A altura do ano – Em francês chama-se rentrée e corresponde ao momento em que os dias de inércia mental à beira-mar dão lugar a uma agenda cultural recheada e a uma vontade de recomeçar (e, claro, de comprar roupas novas).
  • A publicidade – Por norma estas revistas estão recheadas com as campanhas de outono das marcas, acabadas de fotografar. De tal forma que chegam a ter centenas de milhares de páginas.
  • O hypeEm 2009, o documentário em que R.J. Cutler acompanhou a preparação do September Issue da Vogue norte-americana ajudou a tornar a edição ainda mais popular e aguardada.
  • A capa – O zunzum é sempre enorme. Afinal, não são só as roupas que importam mas acima de tudo a personalidade que as veste, ora modelo ora celebridade (cada vez mais uma conjugação das duas).

Numa altura em que os contratos com grandes designers e os desfiles sonantes nas semanas de moda são tão ou mais importantes do que o número de likes nas redes sociais, não é de estranhar que as grandes revistas escolham estrelas que mostram como são os seus dias no Snapchat. Com mais de 30 milhões de fãs no Instagram, Cara Delevingne era uma das modelos retratadas no número de 2014 dedicado às instagirls e, não por acaso, este ano foi a escolhida para a capa da edição de setembro da Vogue inglesa — um feito que já repetiu três vezes — e simultaneamente para a da Elle norte-americana e a da revista Love (que divide com a sua coprotagonista no filme Suicide Squad, Margot Robbie).

Em fotogaleria reunimos essas e outras capas já divulgadas com o melhor da moda de outono.