“Histórico” e “sem precedentes”. As graves cheias que atingem o Louisiana, nos Sul dos Estados Unidos, já provocaram a morte de três pessoas e obrigaram à deslocação de mais de mil pessoas. O estado de emergência foi declarado, com relatos de casas completamente inundadas, ruas cortadas, cidades inteiras sem eletricidade e águas infestadas de cobras.

A chuva intensa e ininterrupta que se tem feito sentir em várias regiões do estado do Louisiana desde sexta-feira atiraram os níveis de água para recordes históricos. “Nunca vimos tanta água. Estão a retirar pessoas dos telhados”, confessou o senador Bodi White, citado pela Associated Press (AP). E o pior é que as condições podem agravar-se durante a tarde e a noite deste sábado.

Ainda de acordo com a AP, o governador do Louisiana, John Bel Edwads, aconselhou os moradores a respeitarem todas as recomendações das autoridades e a não desvalorizaram as ordens de retirada, por esta ser, precisamente, uma situação sem precedentes. Baton Rouge, capital do estado e a cidade mais populosa do estado a par de New Orleans, é região a mais afetada.

Em março, como lembra a CNN, o estado do Louisiana já tinha sido atingido por fortes cheias, deixando um lastro de destruição que levou Barack Obama a considerar que a região tinha sido atingida por um “enorme desastre”. Desta vez, as cheias podem atingir repercussões incalculáveis.