A Oi nomeou por unanimidade Marcos Duarte Santos e Ricardo Reisen de Pinho para ocupar os cargos vagos de membros efetivos do Conselho de Administração da operadora brasileira.

Num comunicado divulgado na sua página na internet, a Oi informa que o seu Conselho de Administração, em reunião realizada na sexta-feira, nomeou por unanimidade Marcos Duarte Santos e Ricardo Reisen de Pinho para ocupar os cargos vagos de membros efetivos do Conselho de Administração, em complementação de mandato até a assembleia-geral ordinária de 2018″. Ambos são conselheiros independentes, refere a Oi.

Marcos Duarte é formado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, “possui vasta experiência no mercado financeiro e de capitais” e exerceu cargos no Conselho de Fiscal de empresas no setor de telecomunicações, como a Tim Nordeste, a Tim Sul e a própria Oi.

Já Ricardo Reisen é formado em Engenharia Mecânica, tem mestrado em Finanças pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e possui experiência “de trinta anos em serviços financeiros e governança corporativa”, refere a Oi.

A operadora de telecomunicações brasileira apresentou um pedido de recuperação judicial a 20 de junho, por não ter conseguido negociar a sua dívida de 65,4 mil milhões de reais (cerca de 18 mil milhões de euros).

A Justiça do Rio de Janeiro aprovou o pedido da Oi a 29 de junho, dando um prazo de 180 dias para que elabore um plano de recuperação e faça a discussão das propostas junto dos seus credores.

A Oi – que é a maior operadora de telefone fixo do Brasil e a quarta em rede móvel -vendeu em 2015 a PT Portugal à empresa francesa Altice. A Pharol, antiga PT SGPS, detém cerca de 27% da empresa brasileira.