Já não é de agora que os bens essenciais estão a escassear na Venezuela, desde os alimentos aos medicamentos. Outro dos bens que começou a faltar, devido à queda nas importações, foi o latão para os caixões. Elio Angulo viu nesta situação uma oportunidade de negócio, como noticia o ABC.

O latão era o material preferido para os caixões, porque a madeira é muito cara, mas a alternativa de Elio Angulo é ainda mais económica – e ecológica: caixões de cartão. Cada “biocofre”, como lhe chamou, tem 70% de material reciclado.

Na Venezuela os serviços funerários são cada vez mais caros, o que leva a que as famílias optem pelas soluções mais baratas, como velórios breves e cremação.