Rádio Observador

Rio 2016

Simone na praia de Szabo, Latynina e Caslavaska

Simone Biles é a terceira norte-americana a conseguir 5 medalhas nuns JO, depois de Katie Ledecky e Missy Franklin. Mais: quatro ouros valem-lhe lugar no céu, ao lado de Szabo, Latynina e Caslavaska.

Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

Autor
  • Hugo Tavares da Silva

Simone Biles encantou o Rio de Janeiro. Não é necessário perceber muita da matéria para constatar que ela é um fenómeno. Aos 19 anos, com três títulos mundiais seguidos no bolso, foi a rainha da ginástica nos Jogos Olímpicos. Era a grande favorita. E ela confirmou, escapando-lhe apenas um ouro — escorregou na trave, depois de um mortal frontal. Na última exibição mostrou ao mundo inteiro o famoso “The Biles”, numa manobra em que salta quase o dobro da sua altura. Ela voa, senhoras e senhores.

A norte-americana ganhou ouro no salto, all-around e, claro, no solo. A trave deu-lhe “apenas” o bronze. O que é que isto significa? Bom, que é a terceira mulher norte-americana a conseguir cinco medalhas numa única edição dos Jogos Olímpicos, depois de Missy Franklin e Katie Ledecky, ambas atletas de natação.

Simone foi mais além e igualou os feitos de Ecaterina Szabo (1984), Vera Caslavaska (1968) e Larisa Latynina (1956). O trio maravilha é agora um fantastic four: todas elas ganharam quatro medalhas de ouro nuns Jogos Olímpicos.

NANNING, CHINA - OCTOBER 10: Gold medalist Simone Biles of United States scared form a bee fly during the medal ceremony after the Women's All-Around Final in day four of the 45th Artistic Gymnastics World Championships at Guangxi Sports Center Stadium on October 10, 2014 in Nanning, China. (Photo by Lintao Zhang/Getty Images)

(Lintao Zhang/Getty Images)

A equipa de ginástica norte-americana somou nove medalhas no Rio de Janeiro, o melhor resultado desde a União Soviética em 1972, conta o Guardian. Nesses Jogos Olímpicos de Munique, manchados pelo sangue derramado pelos israelitas vítimas de atentado, a equipa feminina soviética garantiu dez medalhas: quatro de ouro, três de prata e três de bronze. Olga Korbut e Ludmila Tourischeva foram as grandes estrelas da ginástica nesses JO.

Os Estados Unidos somaram nove medalhas no Rio de Janeiro: quatro de ouro (três de Biles em individual e uma por equipas), quatro pratas e uma de bronze. Isto confirma, portanto, a tese de Martha Karolyi, que afirmou sem grandes rodeios que os EUA têm o melhor programa de ginástica do mundo. O Reino Unido e Japão completam o pódio. Os britânicos ganharam sete medalhas (dois ouros, dois prata e três bronze) e os nipónicos somaram três (dois ouros e um bronze).

Recordemos o trio a que se junta agora Simone Biles:

Ecaterina “Kati” Szabo:

Vera Caslavaska:

Larisa Latynina (1964)

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)