A estrela portuguesa do futebol tem uma adoração por automóveis e, tanto faz que sejam luxuosos ou desportivos, apesar de revelar alguma tendência por estes últimos. Ele que já possui na sua garagem de tudo um pouco, de Bugatti a Pagani, passando pelos Ferrari, Lamborghini, Bentley, Rolls e Porsche, foi recentemente notícia por se oferecer um Bugatti Veyron Grand Sport, a versão descapotável do modelo francês.

Mas por muito que Ronaldo invista em automóveis de sonho, há um atleta que lhe faz frente e que até o ultrapassa em investimentos neste domínio. Curiosamente, é o mesmo que também disputou com o português o invejável estatuto do atleta mais bem pago do mundo em 2015. Referimo-nos ao agora reformado e ex-pugilista Floyd Mayweather.

É claro que o antigo campeão do mundo de boxe – venceu o título por 12 vezes e em cinco categorias distintas –, não compra carros desportivos para rivalizar com Cristiano, o que até convém, pois Floyd nunca perdeu nenhum dos 49 combates que disputou. Mas o que impressiona, isso sim, é a quantidade de veículos que possui. E que compra a um ritmo que surpreende qualquer um. Ainda no ano passado, Bruce Miller, ou Bruce the Driver, como prefere ser chamado o chauffeur de Mayweather, divulgou um vídeo em que revelou uma pequena fracção da garagem do patrão. Só Bugatti Veyron havia três. É ver para crer:

[jwplatform W4qZ1e3y]

Recentemente, Floyd Mayweather, que desde que abandonou a carreira de boxeur passou a promotor de combates, actividade não menos lucrativa, voltou a ser notícia. Não só porque continua a manter os três Bugatti Veyron que possui – dois Grand Sport abertos, um deles Grand Sport Vitesse (com 1200 cv e capaz de ir de 0 a 100 km/h em apenas 2,6 segundos) e um coupé de carroçaria fechada –, mas porque formalizou uma encomenda para um novo Chiron, a bomba de 1500 cv. E pouco depois desta ter sido apresentada ao público.