A European Film Academy revelou esta terça-feira a lista dos 50 filmes que podem ser nomeados para os European Film Awards. Cartas da Guerra é o único filme português na competição, numa seleção que conta com obras de 33 países. O filme realizado por Ivo M. Ferreira é baseado no texto com o mesmo nome de António Lobo Antunes, e está integrado no livro D’este viver aqui neste papel descripto, com organização de Maria José Antunes e Joana Lobo Antunes.

O filme (que se estreia nas salas portuguesas a 1 de setembro) conta-nos a história de António, um médico destacado para o exército português em plena Guerra Colonial. No Leste de Angola, o protagonista confronta-se com a violência do conflito e a crescente politização da guerra. Um dos escapes torna-se a escrita, nomeadamente as cartas que escreve à mulher. Em Cartas da Guerra, Miguel Nunes e Margarida Vila-Nova figuram nos papéis principais.

[Veja aqui o trailer de Cartas da Guerra]

O filme terá de ser selecionado a 5 de novembro para a efetiva nomeação nos European Film Awards. A seleção desta terça-feira constitui uma espécie de primeira fase: cerca de 3000 membros da organização vão votar nas categorias de melhor filme, realizador, ator, atriz e argumento. Apenas a 10 de dezembro, em Wroclaw na Polónia — capital europeia da cultura em 2016 — serão conhecidos os vencedores.

Cartas da Guerra estreia na próxima quinta-feira, 1 de setembro, nos cinemas.