A evolução face ao período homólogo de 2015 situou-se em 3,2%, face aos 3,4% do primeiro trimestre, adiantou o instituto. A contribuição da procura nacional para o crescimento anual do PIB (Produto Interno Bruto) foi de 3,0 pontos (3,8 pontos no primeiro trimestre), enquanto a procura externa registou uma evolução de 0,2 pontos (-0,4 pontos no primeiro trimestre).