O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) português entregou esta quinta-feira ao encarregado de Negócios da Embaixada do Iraque, em Lisboa, o pedido de levantamento da imunidade diplomática dos filhos do embaixador daquele país, envolvidos nos incidentes de Ponte de Sor.

Segundo um comunicado do MNE enviado à agência Lusa, as autoridades iraquianas terão agora de se pronunciar sobre o pedido.

“O Encarregado de Negócios da Embaixada do Iraque foi hoje recebido, no MNE, pelo Embaixador Chefe do Protocolo de Estado que tem competência em matéria de imunidades. Nessa reunião, foi entregue pelo MNE o pedido de levantamento da imunidade diplomática com os fundamentos e para os efeitos comunicados pela Procuradoria-Geral da República, sobre o qual as autoridades iraquianas terão agora de se pronunciar”, indica uma nota de imprensa do gabinete do ministro Augusto Santos Silva.

Cabe agora ao Iraque decidir se vão levantar a proteção dada aos filhos do embaixador, para que possam ser constituídos arguidos num processo-crime. O Ministério Público já avançou que pode acusar os dois irmãos de homicídio na forma tentada.