A Escola Básica EB 2 e 3 de Amares, que serve cerca de 600 alunos, vai ser “ampliada e reabilitada” ao abrigo do Programa Operacional Regional do Norte, um “marco” para a comunidade escolar amarense, informou esta sexta-feira a autarquia.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Câmara Municipal de Amares explica destaca a “importância” do investimento, embora não aponte quantias, para a “melhoria das condições de ensino e aprendizagem” naquela escola.

O projeto, adianta o comunicado, contempla a ampliação, reabilitação e reorganização espacial do complexo, a requalificação do recreio e ordenamento do estacionamento automóvel contíguo ao perímetro do estabelecimento escolar, a instalação de sistema de deteção de intrusos/circuito de videovigilância, a aquisição de mobiliário diverso e equipamento hoteleiro para cozinha e bares, bem como, a aquisição de material didático diverso.

“É com muita satisfação que recebo a notícia da aprovação desta candidatura, há muito tempo desejada”, afirma no texto o autarca Manuel Moreira, adiantando que falta “apenas” assinar o contrato com o Ministério da Educação.

Manuel Moreira reconhece ainda que aquela intervenção será um “marco” para a comunidade escolar.

“Se queremos ter um ensino de sucesso temos que criar uma escola de qualidade, com instalações modernas e bem equipadas”, refere o autarca.