A líder do CDS, Assunção Cristas, desvalorizou hoje, nos Açores, a crítica interna quanto à presença da ex-ministra da Educação, do Governo socialista, Maria de Lurdes Rodrigues na Escola de Quadros dos democratas-cristãos.

“A Escola de Quadros é um espaço de diálogo, abertura, onde também estará o antigo ministro do PS António Vitorino”, afirmou Assunção Cristas, à chegada ao porto de Ponta Delgada, após ter participado numa manhã de pesca, ao largo da ilha de São Miguel.

Na quinta-feira, o antigo presidente da Juventude Popular e atual deputado do CDS Michael Seufert criticou a presença da ex-ministra de Sócrates Maria de Lurdes Rodrigues na Escola de Quadros do CDS, argumentando que “heranças” como a Parque Escolar não constituem um legado respeitável.

“Acho um bocado surreal. É muito positivo convidar-se opositores políticos, é importante haver essa tradição”,disse à Lusa Michael Seufert, embora com uma ressalva:”Os partidos não são claques, mas acho que no caso de Maria de Lurdes Rodrigues há uma série de questões que não a fazem uma ex-ministra com a qual se tenha afinidade ou um trabalho que apresentaria com respeitável”.

Maria de Lurdes Rodrigues será oradora num dos painéis da Escola de Quadros da Juventude Popular, que decorrerá entre 01 e 04 de setembro, em Peniche, no distrito de Leira, marcando um dos momentos da ‘rentrée’ centrista.

Para Assunção Cristas, a crítica não tem razão de ser, uma vez que “o programa da Escola de Quadros do CDS é diversificado e tem muito bons oradores”.

“Espero que seja um momento de formação significativa para os nossos jovens”, referiu a líder centrista.

Assunção Cristas iniciou hoje o dia às 06:00 (mais uma hora em Lisboa) a bordo do navio “Fábio e Fabiana”, que emprega nove pescadores e que sai para o mar para pescar lulas.

A iniciativa inseriu-se numa ação de pré-campanha da cabeça de lista do CDS por São Miguel às eleições regionais de 16 de outubro, Ana Afonso.

Para Assunção Cristas a candidata é uma “mulher de trabalho e grande determinação”, manifestando esperança na sua eleição para o parlamento regional.