A edição de 2016 do Calendário Pirelli — ou do “The Cal”, como também é conhecido — surpreendeu ao escolher mulheres inspiradoras em vez de provocadoras. Um ano depois a ideia mantém-se, com a edição de 2017 a ser composta uma lista de estrelas de renome internacional.

Coube ao fotógrafo alemão Peter Lindbergh — que já tirou fotografias para o calendário em 1996 e em 2002 — assinar 15 retratos de mulheres como Uma Thurman, Julianne Moore, Penélope Cruz ou Jessica Chastain. O leque de idades vai desde os 27 anos de Alicia Vikander aos 71 de Helen Mirren. E entre tanto estrelato está uma professora de teoria política na Universidade de Moscovo, que o fotógrafo conheceu no ano passado, de nome Anastasia Ignatova.

Os retratos tirados em quatro cidades diferentes — Los Angeles, Londres, Nova Iorque e Berlim– pretendem romper com ideal de beleza que durante muitos anos tem sido perpetuado na indústria da moda e não só. A propósito disso, o próprio Lindbergh disse em entrevista à Vogue que a vindoura edição do calendário é muito importante visto que a nudez já não é uma obrigação.

“Hoje em dia, [o conceito de] beleza está todo trocado por questões comerciais, pelo que as pessoas pensam que beleza é que o se vê nos anúncios e nas revistas. (…) É preciso ser-se perfeita, magra e jovem — é preciso ser-se tudo isto e isso é uma mentira”, comentou Lindbergh à respetiva publicação.

https://twitter.com/stylishgirls7/status/769913321558388737

De referir que o “The Cal” é publicado pela marca de pneus italiana Pirelli desde 1964. Apesar da fama, houve anos em que a edição foi suspensa devido a cortes financeiros, pelo que, a título de exemplo, em novembro de 2014 foi publicada a 42º, referende a 2015.