O sismo que abalou a Itália na última quarta-feira proporcionou imagens impressionantes, como as que dão conta da destruição em Amatrice, uma comuna italiana fortemente afetada pelo tremor de terra. E entre os relatos fotográficos que invadem a internet está a imagem de um cão que se recusou a abandonar o caixão do dono.

O Cocker Spaniel foi visto e fotografado sentado junto ao caixão do dono, que o jornal britânico The Telegraph diz ser Andrea Cossu, de 45 anos, que estaria de férias na vila de Pescara del Tronto. O certo é que uma corrida por vários meios internacionais dá conta da lealdade do animal durante o funeral de Estado de 35 das centenas de vítimas mortais provocadas pelo sismo de 6,2 na escala de Richter.

https://twitter.com/CherguiaMbarak/status/769893294646104064

A notícia surge um dia depois de se ter assinalado o Dia do Mundial do Cão e, consequentemente, a lealdade canina para com o homem. É que a história do Cocker Spaniel não é completamente inédita e já antes se assistiu a relatos semelhantes, tal como o do cão Greyfriars Bobby que, em pleno no século XIX, terá ficado 14 anos de vígilia junto ao caixão do dono em Edimburgo, na Escócia — existe inclusive uma estátua em tamanho real do Skye Terrier. Outra história é aquela que já deu lugar a um filme protagonizado por Richard Gere — “Hachiko – Amigo para Sempre”.