A história da Renault esteve sempre intimamente ligada à do próprio cinema, desde a sua fundação, em 1895. À época, as suas fábricas deram apoio fundamental aos primeiros estúdios cinematográficos instalados em Billancourt, nos arredores de Paris. Daí para cá, a marca do losango empenhou-se em estar presente em alguns dos mais importantes festivais de cinema do mundo, incluindo Cannes, Deauville, Lyon, Angoulême, Cabourg e Sevilha. Ao mesmo tempo que, todos os anos, disponibiliza para produções televisivas e cinematográficas uma frota especial de 40 veículos.

Compreende-se assim a parceria que, desde há três anos, a Renault estabeleceu com o Festival Internacional de Cinema de Veneza. Sendo que, este ano, a sua presença na célebre mostra transalpina, dirigida por Alberto Barbera, será aproveitada para dar destaque a dois dos seus modelos mais requintados e distintos: o Talisman e o Espace.

De 31 de Agosto a 10 de Setembro, estes serão os veículos que assegurarão o transporte de muitas das individualidades presentes na 73ª edição do festival, entre actores, realizadores, argumentistas, produtores e outras celebridades do mundo da Sétima Arte, e não só, jurados e, claro, os chamados VIP. Para o efeito, a Renault colocará à disposição da organização do evento 33 unidades do Talisman e sete Espace.

Mas estes não serão os únicos modelos a beneficiar das luzes da ribalta: em exposição no Passeio do Lido estará ainda a mais recente geração do Scenic, a quarta da existência do monovolume compacto gaulês.