Franz Beckenbauer está a ser investigado pela Procuradoria-Geral suíça por corrupção no Mundial de Futebol de 2006, na Alemanha.

Em março, a FIFA começou a investigar seis pessoas sobre o facto de a Alemanha ter conseguido o direito de ser a anfitriã do Campeonato do Mundo em 2000.

Beckenbauer dirigiu o processo e negou a existência de corrupção. O antigo jogador negou que tenha tentado comprar votos para conseguir que a Alemanha organizasse o campeonato do mundo.

Esta quinta-feira, a procuradoria-geral suíça confirmou os rumores de que iniciaria uma investigação, informa o Die Welt.

Os investigados pela FIFA em março foram Beckenbauer, Wolfgang Niersbach, Helmut Sandrock, Theo Zwanziger, Horst Schmidt e Stefan Hans, todos membros da Associação Alemã de Futebol, à altura.

Em 2000 Alemanha ganhou a eleição para organizar a prova com 12 votos, contra 11 da África do Sul, que receberia o campeonato em 2010.