O vice-Presidente norte-americano, Joe Biden, discursava num comício de apoio a Hillary Clinton quando foi interrompido por um homem que estava na audiência. “Os meus amigos morreram! Os meus amigos americanos!”, gritou o homem, enquanto Biden falava sobre a política militar na Síria. A resposta do vice-Presidente não podia ter sido dita por muito mais políticos americanos: “O meu filho também”.

https://www.youtube.com/watch?v=V5GPJJR-jU0

Biden estava a explicar porque é que obrigou as forças curdas a retirarem-se da cidade síria de Manbij, recentemente recuperada das mãos do Estado Islâmico. Tanto os Estados Unidos como a Turquia exigiram que as milícias curdas — que recuperaram a cidade dos extremistas islâmicos — se retirassem do local para não perderem o apoio americano. Foi nesse momento que o homem interrompeu Biden pela primeira vez, gritando que os seus amigos tinham morrido no Médio Oriente.

O vice-Presidente dos EUA tentou explicar a posição dos americanos no conflito do Médio Oriente, sendo novamente interrompido pelo manifestante. Aí, Joe Biden teve menos paciência. “Podem ouvir-me? O meu filho também [morreu], ok?”, disse, continuando a explicar a atuação americana na Síria. E ainda acrescentou: “Venha no fim conversar comigo sobre isto, ok? Tem a minha autorização”.

De acordo com o The Guardian, o homem foi visto a conversar com agentes do serviço secreto e a dirigir-se, acompanhado por eles, para uma zona dos bastidores do comício.

Joe Biden perdeu o filho, Beau, no ano passado. Beau Biden era um veterano da guerra do Iraque e morreu aos 46 anos, vítima de cancro do cérebro.