A Presidente deposta do Brasil Dilma Rousseff afirmou na sexta-feira que vai deixar Brasília nos próximos dias e voltar a viver em Porto Alegre, sul do país, onde construiu a sua carreira política e tem a sua casa.

“Não vou ficar em Brasília, vou para Porto Alegre”, afirmou Dilma Rousseff, 68 anos, num encontro com a imprensa estrangeira.

Depois de seis anos no cargo, Dilma Rousseff foi deposta quarta-feira pelo Senado por alegada falsificação das contas públicas.

“A democracia foi julgada ao mesmo tempo que eu. Infelizmente perdemos. Espero que a possamos reconstruir e que isto não volte a acontecer”, afirmou Dilma Rousseff, que continua a afirmar a sua inocência e denunciou um “golpe de Estado” parlamentar feito pela oposição da direita.

Dilma Rousseff foi destituída do cargo, mas manteve os seus direitos políticos o que permite que se candidate ao cargo de deputada ou senadora.

Depois da sua destituição, Dilma Rousseff tem 30 dias para deixar o Palácio da Alvorada.