Um passageiro morreu, este sábado de manhã, a bordo de um avião da TAP que fazia a ligação entre Lisboa e Paris, disse à Lusa o porta-voz da companhia aérea portuguesa, que confirmou ao Observador se tratar de uma pessoa do sexo masculino e já com uma situação clínica diagnosticada.

A mesma fonte acrescentou que um médico que ia a bordo ainda prestou a assistência “possível” no local, mas que foi insuficiente para evitar a morte do homem que se sentiu mal e cuja idade não quis referir.

O voo TP433, que saiu de Lisboa às 8h12, acabou por “divergir para o aeroporto mais próximo” que era o de Madrid, assim que foi detetado o caso de emergência.

O corpo já foi entretanto retirado do equipamento e os restantes passageiros já embarcaram noutro voo para Paris. O porta-voz da TAP não adiantou ao Observador mais pormenores sobre a vítima mortal, referindo apenas que era um homem já com “situação clínica diagnosticada” anteriormente. O caso já foi entregue às autoridades policiais, médicas e à embaixada portuguesa em Espanha.