Um terramoto de magnitude 5,6, na escala de Richter, abalou este sábado a zona norte e central de Oklahoma, nos Estados Unidos da América. O sismo provocou, pelo menos, dois feridos e danos estruturais em vários edifícios na localidade de Pawnee. O abanão foi sentido noutros estados da região central.

O tremor de terra ocorreu durante a manhã, pelas 7h02 (13h02 em Lisboa), e até ao momento não há qualquer informação de vítimas mortais. Com epicentro um localizado a 14 quilómetros a noroeste da cidade de Pawnee e a uma profundidade de 6,6 quilómetros, o sismo foi sentido noutros estados da região central, como Texas, Arkansas, Missouri e Kansas. A estação de TV WFAA, sediada em Dallas, escreveu no Twitter que o terremoto sacudiu os seus estúdios.

Brad Sewell, presidente da câmara de Pawnee, disse em entrevista à cadeia televisiva norte-americana TSF que há vários edifícios na localidade com graves danos estruturais. Dennis Walker, da polícia da mesma localidade, disse ao NewsOK que pelo menos duas pessoas ficaram feridas, uma delas devido à queda de uma chaminé no interior de uma casa. O homem foi transportado para o hospital. As autoridades estão agora a verificar todas as casas da zona.

Oklahoma é uma região com elevada atividade sísmica, ainda que os tremores costumem ter uma baixa magnitude. No início da semana, já tinha havido um terramoto mais fraco em Pawnee, de magnitude 3,2. O aumento dos terramotos com magnitude igual ou superior a 3 na escala de Richter tem sido associada ao armazenamento subterrâneo de águas residuais da produção de petróleo e gás natural.

De acordo com o Oudaily, este é o sismo mais forte registado desde 2011, altura em que um tremor de terra de 5,6 abalou a cidade de Prague.

Atualizado às 17h43