A brigada antiterrorismo francesa efetuou esta quarta-feira duas detenções em Paris, depois de ter sido descoberto um veículo sem matrícula, na noite de sábado para domingo, junto à Catedral de Notre Dame.

O carro — um Peugeot 607 — estava com os quatro piscas ligados, tinha pelo menos seis botijas de gás no seu interior, e estava “abandonado, sem nenhum ocupante”, de acordo com uma fonte citada pelo jornal francês Le Figaro. A mesma fonte explicou que “as botijas não estavam ligadas a nenhum detonador”. Segundo a Reuters, o dono do carro (que foi detido) está numa lista dos serviços secretos com nomes de potenciais radicais islâmicos.

Equipas forenses analisaram o interior do veículo e conseguiram identificar os últimos ocupantes. Duas pessoas, incluindo o dono do carro, estão sob custódia enquanto decorre uma investigação preliminar.

De acordo com a AFP, o alarme foi dado no fim de semana por um funcionário de um bar, que reparou no veículo junto à catedral.