É mais um episódio da rivalidade entre José Mourinho e Arsene Wenger, que começou em 2004. Segundo o jornal espanhol Marca, na semana passada o treinador do Arsenal recusou-se a deixar que o Special One se sentasse ao seu lado durante uma conferência da UEFA.

O treinador português estava bem-disposto quando chegou ao encontro da UEFA e cumprimentou toda a gente. Mas foi o último a entrar na sala onde Sir Alex Ferguson se preparava para iniciar o discurso de boas-vindas. Mourinho procurou um lugar e perguntou a Arsene Wenger se podia sentar-se ao seu lado.

“Não, é impossível” respondeu-lhe o rival, sem hesitar. Segundo a Marca, alguns dos presentes não conseguiram conter o riso, enquanto outros fingiram não ter percebido o que aconteceu.