Salah Abdeslam, que se pensa ser o único autor vivo dos atentados de novembro do ano passado em Paris, entrou esta quinta-feira num tribunal da capital francesa para ser ouvido por juízes, informou fonte próxima do processo.

O suspeito saiu da sua cela em Fleury-Mérogis (sul de Paris) às primeiras horas da manhã, sob vigilância máxima, e chegou ao tribunal às 07:30 locais (06:30 em Lisboa), segundo a mesma fonte, citada pela agência AFP.

Abdeslam, de 26 anos, já por duas vezes se recusou a responder aos juízes desde que foi transferido da Bélgica para França a 27 de abril.

Os atentados de Paris, a 13 de novembro de 2015, fizeram 130 mortos.