As exportações de bens diminuíram 4,6% em julho, segundo o INE, a maior queda percentual dos últimos dois anos. Já as importações de bens decresceram 7,2% face ao mesmo mês de 2015, informa o instituto de estatísticas.

Excluindo os Combustíveis e lubrificantes, tanto as exportações como as importações decresceram 3,1%, acrescenta o Instituto Nacional de Estatística (INE) em informação divulgada esta sexta-feira.

Assim, o défice da balança comercial de bens foi de 557 milhões de euros em julho, uma redução de 174 milhões de euros face ao mesmo mês de 2015.

ineexportacoes

Foram os países fora da União Europeia que mais contribuíram para a redução global das exportações de bens em julho de 2016, adianta o INE. As exportações diminuíram 39,9% para Angola, 22,6% para os Estados Unidos e 29,6% para a China.

Do lado das importações, Espanha foi o país que mais contribuiu para a redução dos bens importados do exterior.