A General Motors (GM), que nos Estados Unidos detém e comercializa marcas como a Chevrolet, Cadillac, Buick e GMC, divulgou as primeiras imagens teaser daquela que será a futura pick-up que está a desenvolver juntamente com o exército norte-americano, mais precisamente com o Tardec (Tank Automotive Research, Development & Engineering Center).

Tendo por base a actual Chevrolet Colorado que o construtor comercializa no mercado americano, este novo veículo não será movido a gasolina ou a gasóleo, mas sim pela electricidade produzida por uma pilha de hidrogénio, que por sua vez alimentará possantes motores eléctricos. Isto permitirá aos militares possuir um veículo muito mais silencioso, e sem produzir o calor que os torna vulneráveis aos mísseis que perseguem assinaturas térmicas.

Embora sem revelar ainda quaisquer informações técnicas sobre o modelo, a GM refere que o veículo foi desenvolvido durante o último ano, em conjunto com o Tardec, precisamente com o objectivo de ser colocado às ordens das Forças Armadas dos EUA. O novo veículo visa testar um novo sistema de propulsão destinado ao substituto do popular Humvee, cuja versão civil é conhecida por Hummer.

No lugar do tradicional motor de combustão interna estarão potentes motores eléctricos, alimentados por uma quantidade muito inferior ao que seria de esperar de baterias. Como não é previsível existirem locais para ligar um veículo de combate à corrente eléctrica em teatros de guerra, o novo veículo militar gerará internamente a energia de que necessita através de uma pilha de combustível a hidrogénio, ou fuel cell (FC). Do funcionamento da FC resulta apenas vapor de água que, uma vez condensado, serve para beber, pois esta água é bacteriologicamente pura, sendo similar à destilada. Este é um argumento adicional de preferência para os militares, que assim estão menos limitados pelos abastecimentos de víveres durante as missões.

As baterias que o veículo transporta servem apenas para os momentos em que, por questões estratégicas, não é aconselhável que a FC esteja em funcionamento (apesar de não emitir ruído ou vibrações), ou para permitir um boost adicional para acelerações ou esforços extra, como por exemplo a rebocar outro veículo.

Em termos estéticos, a foto desta nova pick-up deixa antever um veículo imponente, de certa forma à imagem das enormes pick-ups que o mercado norte-americano tanto gosta, como é o caso da Ford F-Series, da Chevrolet Silverado ou da RAM 3500, entre outras.

A nova pick-up tem desde já apresentação agendada, embora ainda como protótipo, para o próximo mês de Outubro, durante a reunião da Associação do Exército dos Estados Unidos da América, em Washington DC. Resta saber quando é que a GM vai passar a propor uma versão civil da nova Chevrolet Colorado eléctrica, alimentada por FC, uma vez que toda a tecnologia será devidamente testada pela versão militar.