Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Quando o número de “gostos” nas fotografias das redes sociais determinam quem somos, está na hora de alguém agitar a sociedade. Os artistas urbanos fazem-no melhor do que ninguém: percorrem a rua com tintas e sprays e deixam recados onde eles precisam de ser ouvidos. Falam de guerra e de uma aparente de paz, de amor e da falta dele, de problemas ambientais e de ganância.

Uma das últimas mensagens largadas na rua e que está a fazer eco é a deixada pelo artista Plastic Jesus numa caixa de eletricidade. Diz: “Eu ia pintar alguma arte urbana nesta caixa de eletricidade, mas percebi que podia ir para a prisão durante mais tempo do que um violador”. É um protesto do artista urbano contra a libertação de Brock Turner, o estudante que violou uma colega quando esta estava inconsciente.

Veja outras mensagens perturbadoras na fotogaleria.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR