Um diplomata da Delegação da União Europeia na Tunísia foi esfaqueado pelo filho, no sábado, em Lisboa, tendo sido internado no Hospital de São José, onde permanece, confirmou à agência Lusa fonte da PSP.

Trata-se de Laurent Danois, de 53 anos, que veio a Lisboa para visitar o filho, Antoine Le Danois, que estuda Economia e Finanças na Universidade Nova de Lisboa. O filho foi detido e será ouvido em tribunal, esta segunda-feira de manhã, para serem definidas medidas de coação, disse a fonte policial.

A notícia foi avançada este domingo à tarde pela Correio da Manhã TV, e confirmada pela PSP à Lusa, que disse que o homem, de 53 anos, terá sido esfaqueado pelo filho, de 23 anos, na rua Maria da Fonte, junto ao mercado do Forno do Tijolo, na freguesia de Arroios, em Lisboa.

De acordo com o Correio da Manhã, o diplomata chegou a Lisboa durante a tarde de domingo. Por volta das 20h, Laurent Danois foi ao hostel onde o filho se encontra alojado, tendo sido esfaqueado pelo jovem, de 23 anos. Depois de a arma ter caído para debaixo do carro do pai, Antoine Le Danois acabou por pontapear o diplomata na cabeça.

O jovem regressou ao interior do hostel e trocou de roupa, antes de regressar ao exterior para ver o pai. Acabou por regressar ao seu quarto, onde a polícia o deteve.

Fonte da PSP indicou que o representante da União Europeia está internado no Hospital de São José. A agência Lusa contactou o hospital, mas fonte oficial remeteu para segunda-feira a possível prestação de informações.