A vice-presidente do grupo parlamentar do PS, Luísa Salgueiro, defendeu neste domingo a criação de um Passaporte Europeu para a Mobilidade que promova o intercâmbio profissional dos jovens dos vários Estados-membros. “Justifica-se a criação de mecanismos que facilitem a participação ativa dos jovens, que têm sido uma das franjas da população mais afetadas pela crise financeira, económica e social em que a União Europeia mergulhou”, refere, em comunicado, a deputada que irá representar o PS na conferência de líderes socialistas a decorrer segunda e terça-feira, em Paris.

A criação de um Passaporte Europeu para a Mobilidade vai estar em cima da mesa durante a conferência de líderes socialistas, iniciativa que decorre na véspera da Cimeira Europeia de Bratislava, na Eslováquia.

Para Luísa Salgueiro, “o Passaporte Europeu para a Mobilidade constitui um desafio para os vários Estados-membros” e, se for aprovado, permitirá aos jovens, a partir dos 15 anos, terem acesso “imediato a inúmeros projetos europeus no âmbito do voluntariado e apoio ao emprego, aproximando-os do projeto europeu”.

“Se os jovens perdem a confiança no projeto europeu, é a União, como um todo, que estará em perigo”, acrescenta a deputada socialista. O documento será debatido entre a tarde de hoje e a manhã de segunda-feira, na reunião em Paris.