Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas num acidente esta terça-feira no maior cruzeiro do mundo, o Harmony of the Seas, que está atracado em Marselha. Um porta-voz dos bombeiros avançou à AFP que “uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas, incluindo duas cujas vidas estão em perigo“. A vítima mortal é um filipino de 42 anos.

O acidente aconteceu durante um simulacro, quando um dos botes salva-vidas se desprendeu do navio, levando cinco pessoas a bordo. O bote desprendeu-se do quinto piso do navio, levando os cinco membros da tripulação a cair de mais de 10 metros de altura.

O Harmony of the Seas encontra-se a meio de um cruzeiro de oito dias pelo Mediterrâneo. Partiu na última quinta-feira de Roma, e já passou por Nápoles, Barcelona e Maiorca. Tinha chegado esta manhã a Marselha.

O barco, operado pela Royal Caribbean, pesa 120 mil toneladas, tem 362 metros de comprimento e 66 metros de largura. A bordo podem seguir no máximo seis mil passageiros e 2.400 membros da tripulação.

A Royal Caribbean já emitiu um comunicado, citado pelo The Independent, em que lamenta “as más notícias sobre a morte de um membro da tripulação a bordo do Harmony of the Seas, durante um simulacro aos salva-vidas, realizado enquanto estava atracado no porto de Marselha, na França”.

Trata-se do maior barco de cruzeiros do mundo, e a sua construção custou mais de 800 milhões de euros. No seu interior, há 20 restaurantes.