O grupo alemão Bayer anunciou a compra do fabricante de transgénicos Monsanto por 66 mil milhões de dólares (59 mil milhões de euros), após aumentar a oferta para criar a maior companhia de sementes e fertilizantes do mundo.

“A Bayer e a Monsanto assinaram hoje um acordo de fusão” pelo preço de 128 dólares por ação (114 euros) em numerário, anunciou a Bayer em comunicado.

A primeira oferta da empresa farmacêutica e química alemã à norte-americana Monsanto, em maio, foi de 122 dólares por ação (109 euros), mas desde então a Bayer subiu o preço em várias ocasiões.

“A transação junta duas atividades diferentes, mas bastante complementares”, refere o comunicado.

Juntas, as duas empresas representam um volume de negócios anual de 23 mil milhões de euros e reúnem cerca de 140 mil empregados.

A Bayer prevê financiar a transação através de uma combinação de capital próprio e externo.

A companhia alemã vai fazer um aumento de capital e tem garantido um financiamento de 57 mil milhões de dólares (50.893 milhões de euros) dos bancos Merrill Lynch, Credit Suisse, Goldman Sachs, HSBC e JP Morgan.