A Austrália pretende reforçar as leis antiterrorismo no país e quer que seja possível deter suspeitos a partir dos 14 anos. Neste momento, a idade mínima de detenção eram os 16 anos.

A proposta para alterar a lei foi feita pelo Procurador-Geral George Brandis depois do quarto incidente terrorista em dois anos. Este sábado, um homem de 22 anos, supostamente influenciado pelo Estado Islâmico, esfaqueou outro várias vezes, em Sydney. O atacante foi detido e a vítima, de 59 anos, está no hospital.

A proposta de alteração à lei também prevê um maior controlo sobre os suspeitos de terem ligações terroristas, informa o The Denver Post.

Durante a apresentação do projeto-lei, Brandis explicou que se pretende fazer a mudança no limite de idade porque “se têm vistos ataques terroristas na Austrália a ser feitas por pessoas com 14 anos”.