Descreve-se a si mesmo como “um jovem entusiasta da tecnologia com grandes sonhos” e não se pode negar que um dos maiores foi cumprido. Como se de um tutorial de jardinagem se tratasse, o engenheiro informático sul-africano Francois Rautenbach publicou no Youtube três vídeos nos quais relata a sua aventura de como conseguiu encontrar e comprar o primeiro computador da NASA.

Chamam-lhe “tecnoarqueologia” e não é para menos…

A 25 de agosto de 1966, um computador muito especial foi enviado para o espaço, a bordo da nave Apollo AS-202. Foi o primeiro computador a usar circuitos integrados e o mesmo modelo que levaria os astronautas à lua três anos mais tarde. Até há pouco tempo, acreditava-se que o software do computador a bordo da Apollo estava perdido…”, explicou.

É com esta solenidade que Rautenbach surge nos seus três vídeos no Youtube — uma verdadeira viagem ao coração de um tesouro dos primórdios da informática que começa, claro, com a sua descoberta.

O Apollo Guidance Computer — Computador a bordo da missão Apollo — como foi batizado, serviu para testar a grande missão Apollo 11 e constitui um antepassado relativamente moderno dos nossos computadores. Se o primeiro computador oficial nasceu em 1973, imagine o que Rautenbach sente ao ter esta máquina avançada para o seu tempo, nas suas mãos.

O computador foi lançado para o espaço a bordo de um foguete desde o Cabo Canaveral que acabou por cair no meio do Oceano Pacífico. Mas os seus destroços foram depois recuperados para um armazém da NASA e, depois, vendido a preço de saldo ao primeiro interessado.

O afortunado comprador acabou por “instalar” os restos do computador no sótão da sua casa em Houston, entre outros detritos de lixo espacial que ele foi acumulando. E como é que um simples colecionador acaba um génio de computação? É simples, através do eBay.

Diz-se que uma pessoa com um pouco de paciência pode encontrar qualquer coisa na Internet… E Rautenbach é a prova disso. Uns dias depois, recebeu, confortavelmente, em sua casa uma caixa de cartão que continha o “tesouro” do primeiro computador da NASA, disse à revista informática Gadget.

A terceira etapa da épica trilogia deste nerd foi a inspeção visual. Para confirmar se estava tudo em ordem com o equipamento, averiguou todas as peças, desde o módulo de lógica ao módulo de amplificação sensorial. Tudo num tom dourado, aparentemente, muito NASA nos anos 60.

A descoberta execional de Rautenbach e os seus vídeos no Youtube estão a fazer sucesso no mundo das tecnologias.