Parte do guarda-roupa da rainha Isabel II será exibido a partir de sábado no Castelo de Windsor, nos arredores de Londres, na mostra “Um reinado: 90 anos de estilo a partir do guarda-roupa da rainha”.

Até 8 de janeiro, os visitantes poderão apreciar o vestuário da monarca inglesa, pois estarão expostos trajes que a rainha usava em ocasiões familiares, atos oficiais, roupa de equitação e disfarces infantis como o lado “glamoroso” da rainha.

Segundo a comissária da Coleção Real, Caroline de Guitaut, esta exposição mostra “o aspeto formal e também o glamoroso” da rainha, assim como o lado mais privado da sua vida.

A especialista descreveu a exposição como “um pouco autobiográfica”, pois reflete os distintos aspetos da vida de Isabel II em Windsor, como a sua paixão por montar a cavalo e a sua vida familiar.

Entre as diversas peças, destaca-se um disfarce de “Aladino”, com calças de seda de cor creme e na parte de cima uma camisa com bordados azuis, rosas e brancos, que Isabel II usou para interpretar uma peça de teatro com a sua irmã, a princesa Margarida.

A exposição inclui também as calças que usava para montar e o vestido amarelo pálido e branco, com chapéu a condizer, que a rainha usou quando deu a aprovação à união do seu filho Carlos, príncipe de Gales, e Camila, duquesa da Cornualha.