Os ramos de flores, as garrafas de vinho e as caixas de chocolate que se cuidem. Chegaram as bandejas de fruta cortada que, kiwi por kiwi, prometem conquistar um lugar na lista de presentes favoritos dos portugueses. Um novo conceito saudável descascado por duas mães, Paula Correia e Carmit Shine, que não encontravam opções sem açúcar e conservantes para alimentar os filhos. Decidiram criar a Frutisca e, em agosto deste ano, começaram a entregar fruta fatiada na zona da grande Lisboa para celebrar diversas ocasiões e festividades à escolha do cliente.

Somos duas sócias apaixonadas pela alimentação saudável e bem-estar, convictas de que as frutas saborosas são os novos doces“, apresenta Paula Correia ao Observador. “E partilhamos a filosofia de que a natureza tem os nutrientes necessários para seguirmos um estilo de vida equilibrado.” Razões suficientes para cortarem fruta até idealizarem um total de dez bandejas diferentes para crianças, casais, aniversários, empresas e festas como o natal. Os tamanhos variam entre o pequeno (duas a quatro pessoas), médio (quatro a seis pessoas) e o grande (a dividir por um grupo de 10 pessoas), cujos preços podem alternar entre os 21€ e 43€.

DSC_0362

Cada encomenda inclui uma bandeja de madeira, preparada para produtos alimentares, que traz garfos biodegradáveis na quantidade indicada para cada tamanho. (foto: Divulgação)

Um dos nossos objetivos principais passa por incentivar o conceito de petiscar fruta de forma apelativa e colorida em coffee breaks de reuniões, por exemplo”, diz Paula Correia.

Por isso, não estranhe se encontrar fruta cortada aos corações na bandeja romance e em forma de estrelas para as crianças. Já a travessa de convalescença está recheada de frutos ricos em vitaminas e antioxidantes como melão, uvas, cerejas, kiwi, pitaia, maracujá, figos, amoras e coco. Para encomendar basta aceder ao site do projeto e, no caso de a travessa ser para uma oferta, personalizar uma mensagem manuscrita. A entrega na grande Lisboa é gratuita — exceto nas zonas de Odivelas, Sintra, Loures e Cascais, onde acresce uma taxa de 10€ — e poderá chegar no mesmo dia à morada desejada.

Mas como é que a fruta não se estraga? “Só preparamos as bandejas após receber a encomenda (são enviadas no pico de frescura) e não usamos maçã, pera e banana porque são frutas que oxidam rapidamente”, explica uma das sócias. “Ainda assim, recomendamos que as bandejas sejam consumidas no próprio dia. Caso não seja possível, sugerimos que sejam conservadas no frigorífico dentro do respetivo embrulho até ao dia seguinte.” A boa notícia é que não faltam frutos tropicais como a papaia, maracujá e manga em cada tabuleiro de madeira. No futuro, as duas sócias pretendem levar a Frutisca à boca do mundo. É caso para dizer que quem arrisca, fruta petisca.

Nome: Frutisca
Data: 2016
Pontos de venda: Encomendas online
Entregas: Zona de Lisboa
Preços: De 21€ (bandeja pequena) a 75€ (bandeja empresarial)