Adeus rachas, lantejoulas brilhantes e decotes provocadores. As longas caudas chegaram e apropriaram-se dos prémios Emmy 2016 na noite de domingo, 18 de setembro. A passadeira vermelha estendeu-se ao longo de 403 metros no Microsoft Theater, em Los Angeles, e conquistou o título de red carpet mais comprida da história do evento para refletir a rápida expansão da televisão. Logo não será de estranhar que as estrelas do pequeno ecrã tenham desfilado com vestidos longos o suficiente para não passarem despercebidas. A fishtail train, uma cauda popular da época de 1870 que só flui a partir do joelho, foi popular em celebridades como Emily Ratajkowski, Laverne Cox e Sofia Vergara.

Kerry Washington seguiu o mesmo exemplo (ainda que mais contida) e optou por um formal Brandon Maxwell. O criador, conhecido por ser o stylist de Lady Gaga, adaptou uma das suas silhuetas ao estado de graça da atriz e saiu-se bem. Na lista da mais bem vestidas entra também a cauda formal Stella McCartney de Joanne Froggatt. Sem cauda, Emilia Clarke, em Atelier Versace, e Kristen Bell, em Zuhair Murad Couture, provaram que não precisam de um longo vestido para chamar à atenção dos críticos de moda. As silhuetas mais fluidas vieram embrulhadas nos vestidos de tule de Giuliana Rancic e Felicity Huffman.

Já o prémio de entrada mais dramática do evento que distingue o melhor que passa na televisão foi entregue a Sarah Hyland. A Haley de Modern Family optou por umas calças e um top com duas caudas laterais e com flores bordadas por Monique Lhuillier. Uma escolha arriscada — contra o dress code da noite — que lhe reservou um lugar na best dressed list. Em fotogaleria, fique a par de todos os vestidos que se destacaram na 68ª edição.