458kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Peder o título mundial de triatlo e só cruzar a meta com ajuda do irmão

Este artigo tem mais de 5 anos

Jonathan Brownlee estava a metros do título mundial de triatlo, quando um golpe de calor quase o fez desistir. O irmão Alistair ajudou-o a cruzar a meta. Perdeu o título, mas ganhou muito mais.

Alistair e Jonathan Brownlee terminaram juntos a última prova do Mundial de Triatlo, em Cozumel, no México
i

Alistair e Jonathan Brownlee terminaram juntos a última prova do Mundial de Triatlo, em Cozumel, no México

AFP/Getty Images

Alistair e Jonathan Brownlee terminaram juntos a última prova do Mundial de Triatlo, em Cozumel, no México

AFP/Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

No desporto não é incomum ver irmãos a competir na mesma modalidade. No caso dos triatletas britânicos Alistair e Jonathan Brownlee, 2016 tem sido uma ano intenso para a história da dupla. Num intervalo de um mês, venceram e perderam juntos as duas disputas mais importantes da modalidade.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto, superaram outros 53 adversários e venceram a competição, com Alistair a conquistar a medalha de ouro e Jonathan a ficar com a medalha de prata.

Este domingo, durante a última prova do Mundial de Triatlo, em Cozumel, no México, Jonathan estava a a 700 metros da linha de meta, o que lhe garantiria a vitória e o título de campeão do mundo da modalidade, quando o calor e a exaustão começaram a fazer-se sentir no seu corpo. Começou a sentir-se confuso e desorientado e teve de ser auxiliado por um assistente de corrida.

No entanto, Alistair, que estava alguns segundos atrás, apareceu para ajudar o seu irmão. Agarrou-o pelos ombros para o levar, quase empurrado, até ao final da prova. Resultado: Jonathan “caiu” na meta em segundo lugar, enquanto Alistair ficou com a terceira posição.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O sul-africano Henri Schoeman superou os irmãos durante o incidente e venceu a corrida.

O vídeo do momento do final da corrida dos britânicos tem causado furor nas redes sociais:

Crédito: The Guardian

Para Alistair, ajudar o seu irmão a terminar a corrida foi uma “reação natural humana”, apesar de ter significado abdicar da vitória. “Se ele se tivesse vindo abaixo ante da linha de meta, não poderia receber apoio médico e poderia ter sido perigoso. Foi uma reação natural humana para o meu irmão, mas teria feito a mesma coisa por qualquer pessoa. Acredito que isto é o mais perto da morte que uma pessoa pode estar no desporto”, afirmou o atleta, ao jornal The Guardian.

“Gostava que o idiota me tivesse ultrapassado e vencido a corrida. Ele poderia apenas ter corrido mais lento os últimos dois quilómetros”, disse Jonathan à publicação, lamentando ter interferido no resultado final do irmão.

O espanhol Mário Mola, que terminou em quinto, ficou com o título mundial, após as nove etapas da competição.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.