Beleza em cápsulas. Quando falamos num suplemento que, quando ingerido, pode melhorar a pele, as unhas e os cabelos, é quase impossível não cair em tentação. A ideia de (quase) magia que nos vai deixar mais bonitos é irresistível. Mas fora de devaneios, e como o Observador já escreveu, é preciso saber o que se toma, ter acesso a toda a informação, ler o que vem na bula e, sempre que necessário, consultar um médico antes de começar a tomar pílulas de beleza “a torto e a direito”.

Também chamados de “nutricosméticos”, os suplementos estéticos combinam nutrientes que vão atuar no nosso organismo e melhorar a saúde da pele, cabelos e unhas. Desde suplementos anti-envelhecimento até potenciadores de bronzeado, já há praticamente de tudo no que toca a beleza.

O que é um suplemento?

Explicando de forma sucinta, é um termo que abrange uma série de vitaminas, minerais, aminoácidos e extratos, entre outros, que fornecem os nutrientes que possam não estar a ser ingeridos em quantidade suficiente pelo organismo. Na teoria, a nossa alimentação deveria conseguir nutrir o corpo mas, na prática, é muito difícil conseguir fazê-lo com 100% de sucesso. Os suplementos servem, então, para ajudar a preencher essas lacunas.

Como está o mercado de suplementos?

Se acha que isto ainda são modernices pouco exploradas, na verdade, estamos a falar de um segmento que, em 2015, trouxe cerca de 2,7 mil milhões à economia europeia. Estima-se que, nos próximos anos, este mercado cresça cerca de 10% e que, em 2020, atinja os 7,9 mil milhões. Embora Itália, Alemanha e Rússia estejam no top 10 dos países que mais consomem suplementos em todo o mundo, tem-se verificado um crescimento considerável nos mercados da Europa do leste. Portugal não está nos 10 países europeus com maior consumo, mas o mercado de suplementos português gerou, em 2015, 24 milhões.

Esta ainda é uma zona cinzenta da saúde, com pouca regulação. É importante escolher marcas conhecidas, com credibilidade e ingredientes fiáveis. (Photo by Bruno Vincent/Getty Images)

Embora exista, em qualquer hipermercado, um corredor de produtos naturais, esta ainda é uma zona cinzenta da saúde, com pouca regulação. (Foto: Bruno Vincent/Getty Images)

Os suplementos de beleza

Estes suplementos não são diferentes de qualquer outro suplemento. Vendem-se nos mesmos sítios (farmácias, ervanárias ou lojas de produtos naturais) e têm, regra geral, a mesma aparência. Na verdade, muitas das carências do corpo podem ter efeitos externos (na pele e no cabelo, por exemplo), portanto, quando vamos tratar o problema interior acabamos por tratar do exterior, mesmo que esse não seja o foco inicial. Antes de tomar qualquer tipo de suplemento de beleza, é por isso importante ter algumas coisas em consideração:

  1. Procurar aconselhamento médico antes. Muitos ingredientes dos suplementos vão ter contraindicações e poderão ser perigosos em pessoas, por exemplo, com problemas de tiroide ou renais.
  2. Esta ainda é uma zona cinzenta da saúde, com pouca regulação. É importante escolher marcas conhecidas, com credibilidade e ingredientes fiáveis. Atualmente, muitas marcas de cosmética (Caudalie, Viviscal, Isdin ou Innéov) já apostam em suplementos de beleza, tornando, assim, a sua procura mais facilitada.
  3. Não tomar nada só porque uma amiga tomou. Nem todos os suplementos são úteis para toda a gente e, por vezes, problemas idênticos podem ter origens diferentes. Mais uma vez, fale com o seu médico ou farmacêutico.
  4. Ter cuidado com as doses excessivas. Os efeitos negativos de tomas em excesso podem ser bem piores do que não tomar nada. Por exemplo, doses erradas de um suplemento para a pele podem deixá-la ainda em pior estado. É, assim, importante ler tudo sobre o suplemento que está a pensar tomar e pedir indicações ao vendedor.

Os ingredientes da beleza

Lara Guerreiro, nutricionista do portal português Boa Saúde que, além de vender suplementos, tem uma série de informações e artigos científicos para esclarecer o consumidor, falou com o Observador sobre alguns ingredientes amigos da beleza. À lista da nutricionista, acrescentámos outros para um glossário mais completo. Estes são os ingredientes mais comuns dos suplementos de beleza e respetivos benefícios:

Ácido Fólico: ajuda a eliminar toxinas do corpo e a manter a pele hidratada e saudável.

Ácido Hialurónico: auxilia na prevenção e suavização das linhas de expressão no rosto, rugas, manchas, falta de firmeza e perda de elasticidade cutâneas.

Astaxantina: com propriedades anti-inflamatórias, é um ingrediente bom para as condições da pele, mas o seu grande poder é a proteção solar. Este antioxidante também tem efeitos positivos na redução de rugas.

Biotina: a carência nutricional de biotina está relacionada com uma alimentação desequilibrada, stress, perda rápida de peso, entre outros fatores, e é dificilmente detetada em análises comuns ao sangue. Geralmente, suspeita-se da sua carência pela perda acentuada de cabelo, de brilho capilar, unhas quebradiças, pele seca, fadiga, entre outros sintomas. Os suplementos de biotina são, por isso, reconhecidos pelo seu papel na saúde da pele, cabelo e unhas.

Cavalinha: a sílica encontrada na cavalinha estimula o crescimento do cabelo e pode ajudar na caspa, queda de cabelo e pontas espigadas.

Chlorella: considerada um superalimento, contém quantidades significativas de vários nutrientes essenciais ao nosso organismo. A sua toma promove a desintoxicação do corpo, retarda o envelhecimento, protege de toxinas e ajuda na perda de peso.

Cisteína: é frequentemente recomendada na forma suplementar para o tratamento da queda de cabelo ou cabelo fraco, pele danificada ou unhas quebradiças. Tem também benefícios anti-idade por estimular a síntese de colagénio e ter efeito cicatrizante.

Coenzima Q-10: é um nome comum em muitos cosméticos graças ao seu poder antioxidante e uma referência no anti-envelhecimento celular mas é também útil no tratamento da queda de cabelo, estimulando o seu crescimento.

Colagénio Hidrolisado: tem efeitos anti-envelhecimento de rejuvenescimento da pele, cabelo e unhas, mas também tem vantagens comprovadas, nomeadamente na saúde óssea, na tonificação muscular e como agente útil nos regimes de emagrecimento.

Ferro: além da prevenção da anemia, há estudos que afirmam que a falta de ferro no organismo pode levar à queda de cabelo e enfraquecimento das unhas. Quando tomada com vitamina C, a absorção de ferro é muito maior.

Óleo de Peixe: os ómega-3 e os ácidos graxos encontrados no Óleo de Peixe são fundamentais para a saúde e, na beleza, também têm um papel importante — estimulam a produção de colagénio para uma pele mais jovem, reduzem as manchas, ajudam na perda de peso, crescimento do cabelo e regeneração celular da pele.

Vitamina A: ajuda no tratamento de vários problemas de pele como acne, eczemas, psoríase, feridas, queimaduras solares, entre outros.

Vitamina C: é essencial para nos proteger de constipações, gripes e, de modo geral, para manter o sistema imunológico saudável. Quando temos carência desta vitamina, o nosso corpo começa a produzir menos colagénio (essencial para ajudar a pele a cicatrizar e a manter-se jovem). Na beleza, além de bons resultados anti-idade, é um excelente antioxidante contra os radicais livres e diminui os danos celulares provocados pelo sol.

Vitamina D: além de fortalecer os ossos e dentes, reduz inflamações na pele.

Vitamina E: é um poderoso antioxidante com efeitos na renovação celular e prevenção do envelhecimento, mas também tem bons resultados em doenças inflamatórias de pele e queimaduras.

Zinco: é um mineral essencial para o funcionamento do corpo e, na beleza, a sua carência está relacionada com lesões na pele. Suplementos de zinco são, assim, usados para tratamento de acne e queda de cabelo.

Na fotogaleria, em cima, veja algumas sugestões de suplementos criados por marcas de cosmética que estão à venda em farmácias. Em lojas como a Boa Sáude ou o Celeiro encontra também vários tipos de suplementos, para várias necessidades.

E porque nunca é demais repetir, antes de decidir comprar um suplemento fale com o seu médico ou informe-se sobre o que será mais aconselhado.