O índice de preços da habitação aumentou 6,3% no segundo trimestre deste ano, face a igual período de 2015, menos 0,6 pontos percentuais do que a variação homóloga observada no trimestre anterior.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), quando comparado com o trimestre anterior, o índice acelerou pelo terceiro trimestre consecutivo, passando de uma variação de 1,8% no primeiro trimestre para 3,1%.

“Os alojamentos existentes mostraram, pelo segundo trimestre consecutivo, uma taxa de variação dos preços superior ao observado para os alojamentos novos (3,5% contra 2,1%, respetivamente) “, refere o instituto.

Segundo o INE, entre abril e junho, transacionaram-se 31.768 alojamentos, o que representa um aumento de 29,6% face ao mesmo período do ano anterior e de 7,8% por comparação com o trimestre anterior.

No segundo trimestre de 2016, as transações de alojamentos familiares superaram ligeiramente os 3,7 mil milhões de euros (mais 29,4% em termos homólogos e mais 8,6% face ao primeiro trimestre), acrescenta o INE.

“Esta dinâmica reflete sobretudo o incremento das vendas de alojamentos existentes”, indica o instituto, referindo que o valor das vendas de alojamentos novos apresentou variações abaixo do número de alojamentos nos últimos trimestres, enquanto no caso dos alojamentos existentes este diferencial foi o oposto.

Por regiões, a Área Metropolitana de Lisboa concentrou 35,6% do número de alojamentos transacionados entre abril e junho (com 11.311 transações), o que representa um acréscimo de 2,3 pontos percentuais face ao observado no mesmo período do ano anterior e um novo máximo para o valor das vendas na série disponível.

No mesmo período, o Alentejo e a Região Autónoma dos Açores foram as outras regiões que aumentaram igualmente as suas quotas percentuais do número de vendas, 0,2 pontos percentuais em ambos os casos.

O Algarve, por sua vez, embora tenha registado uma contração em termos de peso relativo no número de vendas em termos nacionais (-0,3 pontos percentuais) atingiu, no segundo trimestre de 2016, o mais elevado registo, na série disponível, no número de transações de alojamentos (3.244 vendas de alojamentos).