459kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Divulgado vídeo do tiroteio da polícia em Charlotte

Este artigo tem mais de 5 anos

A NBC divulgou, esta quinta-feira, um vídeo com os momentos antes da morte de Keith Scott pela polícia. As imagens não são esclarecedoras mas ouve-se a mulher de Scott em pânico.

i

Getty Images

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A estação de televisão NBC revelou, esta quinta-feira, um vídeo gravado com um telemóvel que regista os momentos que antecedem o tiroteio da polícia em Charlotte, na Carolina do Norte, e que culminou na morte de Keith Scott.

A polícia afirma que o homem estava armado e daí os disparos policiais. Já a família da vítima garante que Scott apenas tinha um livro e que foi vítima de discriminação racial. As imagens, captadas pela mulher de Scott, Rakeyia, não são muito esclarecedoras e não se consegue perceber o que Keith Scott trazia consigo.

Na gravação ouve-se Rakeyia gritar à polícia “Não disparem, não disparem. Ele não está armado, não disparem”. E, mais tarde, quando a polícia ordena que Scott entregue a arma:

Keith, não os deixes partir os vidros! Sai do carro. Não faças isso!”, ouve-se a mulher gritar.

Em seguida, vê-se Scott já no chão, rodeado pela polícia, após ter sido atingido a tiro.

Três dos polícias envolvidos no incidente levavam câmaras consigo mas as autoridades recusam-se, pelo menos para já, a divulgar estas imagens, com o argumento de que tal poderia prejudicar a investigação.

O incidente deu origem a vários protestos violentos, contra o que classificam de racismo da polícia, e levaram a que fosse decretado o estado de emergência com recolher obrigatório.

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.