O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou esta segunda-feira o Governo de colocar Portugal no “radar do desinvestimento” e criticou o envolvimento o executivo em “polémicas semanais” que quebram a confiança dos investidores.

“Agora dá a impressão de que o Governo em funções se aplica em colocar Portugal no radar do desinvestimento. E praticamente todas as semanas envolvem-se em novas polémicas que assustam os investidores, afastam Portugal de um radar positivo, estável e de confiança para o colocar num radar de um país com instabilidade fiscal, com incerteza quanto ao futuro”, afirmou Passos Coelho.

O líder social-democrata falava hoje em Castelo Branco, no encerramento da conferência “Territórios de Baixa Densidade – Valorização e Coesão”, promovida pelo PSD, antecipando a discussão em plenário de um diploma que defende a criação de condições mais favoráveis a nível fiscal para estas zonas.

Passos Coelho sublinhou que esta posição do atual Governo acaba por ser um impeditivo para que mais empreendedores e mais capital externo possam afluir ao país.

“Acho que era indispensável que os governos preservassem aquilo que é relevante no médio e longo prazo, afirmassem as suas diferenças no dia-a-dia em muitas políticas públicas, mas em que fosse possível preservar o interesse estratégico do país”, frisou.