As facetas que se multiplicam para contar uma história inspiraram um conjunto de 257 desenhos de Mattia Denisse que vão estar em exposição a partir de quinta-feira, às 18:00, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais.

“W Duplo Vê”, com curadoria de Catarina Alfaro, é o título desta exposição que ficará patente até 13 de novembro, com desenhos a cores realizados numa multiplicidade estilística que vai da figuração à simplificação esquemática, dispostos em 18 mesas que ocupam o piso zero do museu.

Estas obras são um prolongamento da “Histórias Assímptotas do Homem Sem Cabeça, da Mulher Geométrica, do Macaco e da Morte”, trabalhos iniciados anteriormente, mas que remetem também para outras histórias que coexistem e são expostas em paralelo, com diferentes graus de proximidade, sem lógica sequencial.

Os registos partem das múltiplas referências “literárias”, da geografia, da antropologia, da cabalística, da mitologia e da filosofia, que estruturam o vasto território criativo do artista nascido em França em 1967.

Mattia Denisse viajou pela Europa e por África, tendo passado por Cabo Verde em 2006, experimentando a sensação de insularidade que transformou profundamente o seu trabalho.

Em Cabo Verde apresentou três instalações: “Paisagem Inacabada”, “A Continuação” e “O Vulcão Invertido” que utilizam os meteoros como substâncias.