Aníbal Cavaco Silva

Cavaco pagou metade do IMI durante 15 anos

864

Alegada má avaliação feita à casa do antigo Presidente da República em Albufeira fez com que, durante 15 anos, Cavaco Silva pagasse metade do IMI que devia pagar. Valor real foi restituído em 2015.

A casa foi avaliada em 199.469 euros em 1999

JACQUES DEMARTHON/AFP/Getty Images

A polémica em torno da vivenda que o ex-presidente da República, Cavaco Silva, adquiriu por permuta na urbanização da Coelha, em Albufeira, continua. Desta vez, segundo o jornal Público, em causa estará o valor do IMI pago pelo ex-chefe de Estado durante 15 anos, que terá sido fixado em metade do valor da verdadeira avaliação patrimonial da respetiva casa.

Segundo o jornal Público, na edição deste sábado, Cavaco Silva entregou, em 1999, uma declaração a atestar que a casa em questão seria uma moradia com uma área coberta de 252 m2 e uma área descoberta de 1634 m2 — o que resultou numa avaliação patrimonial de 199.469 euros. No entanto, diz aquele jornal, essa casa nunca existiu.

O projeto aprovado pela Câmara Municipal de Albufeira em 1994, antes de Cavaco ter adquirido a propriedade, falava de uma área bruta de 318 metros quadrados onde seria construída uma casa de dois pisos. Mas este projeto acabaria por nunca avançar, dando lugar a um outro, aprovado em 1997, ainda em nome da empresa proprietária. Este referia uma área bruta de 620 metros quadrados e três pisos — isto é, quase o dobro da área de construção bruta. Porém, segundo o Público, terá sido o primeiro projeto, relativo a uma casa de menor dimensão, a servir de base para determinar o valor patrimonial da moradia e o IMI.

O valor só foi acertado quando, em 2015, os serviços fiscais fizeram uma nova avaliação à moradia e chegaram à conclusão que o seu valor se situava nos 392.220 euros — ou seja, 192.751 euros acima do declarado por Cavaco. Os dados inscritos no documento são agora os verdadeiros (464 m2 de implantação, 620 m2 de área bruta de construção e três pisos). Como consequência, o IMI devido este ano subiu para 1372 euros

Entre 1999 e 2015, a casa de Albufeira sofreu uma única reavaliação que teve origem numa declaração entregue no início de 2013 pelo antigo Presidente da República. Como refere o Público, isto significa que a reposição poderá ter sido iniciativa do próprio contribuinte, não ficando excluída porém a hipótese de esta ter sido determinada pelas Finanças. Contactados pelo jornal, vários especialistas apontaram quase como certa a possibilidade de ter havido um erro. Resta saber se terá sido voluntário ou negligente.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
Aníbal Cavaco Silva

Indispensável /premium

Maria João Avillez
268

Fica-se a conhecer a singularíssima relação que houve entre dois políticos, não quaisquer, Cavaco e Passos, e a aliança que teceram e nunca romperam. A visão é ampla e polifónica, goste-se ou não dela

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)