O livro “Talibes – Modern Day Slaves”, sobre crianças escravizadas, do premiado fotojornalista Mário Cruz, vai ser lançado este sábado, em Lisboa, no Fórum da FNAC Chiado, responsável pela distribuição da obra.

“Talibes – Modern Day Slaves” [Talibés — Escravos dos Tempos Modernos], vai ser lançado às 18:00, na presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e apresentação pelo jornalista Fernando Alves.

O livro compila na íntegra o trabalho do fotojornalista Mário Cruz, galardoado este ano pelo World Press Photo, na categoria Assuntos Contemporâneos, e que venceu também o prémio Picture of the Year International 2016, e o Prémio Estação Imagem.

“Talibes – Modern Day Slaves”, editado pela FotoEvidence, documenta e faz um alerta mundial sobre as falsas escolas corânicas no Senegal, onde mais de 50 mil crianças são escravizadas, torturadas e abusadas.

Muitas delas, revela a reportagem do jornalista de 28 anos, são traficadas a partir de países limítrofes ao Senegal como é o caso da Guiné-Bissau.

Mário Cruz, que trabalha na agência Lusa, tomou conhecimento das falsas escolas corânicas em 2009, durante uma reportagem na Guiné-Bissau, onde ouviu casos de crianças que estavam a ser levadas para o Senegal para serem escravizadas por líderes religiosos, e esteve dois meses a investigar e a fotografar a situação no Senegal e na Guiné-Bissau.

Em maio deste ano, Mário Cruz lançou uma iniciativa internacional de ´crowdfunding´, na sequência do desafio que lhe foi lançado pela FotoEvidence, organização internacional que premeia e cria publicações de reportagens sobre injustiças sociais e violações dos direitos humanos.

“Talibes — Modern Day Slaves”, em edição quadrilingue (português, inglês, francês e árabe), vai estar disponível em exclusivo nas 23 lojas da FNAC no país.